Association Culturelle pour les Etudes Portugaises

Inquérito a alguns alunos do BAC

jeudi 12 août 2010

1. Gostas de frequentar os cursos de Português ?

Apenas uma aluna respondeu que vem às aulas porque é obrigada pelos pais. “Fui obrigada pelos pais. O curso é interessante mas eu só vou a Portugal uma vez por ano. Se quisesse ir viver para Portugal, as aulas seriam interessantes para mim, mas não é o caso.” Os outros alunos respondem favoravelmente à pergunta, manifestando um grande entusiasmo : “Há poucas horas, em duas horas não há muito tempo”, “Nem é sempre fácil acordar sábado de manhã, mas quando chegamos às aulas o tempo passa rápido”, “Ter aulas no sábado tornou-se um hábito”, “Gosto muito, aprendemos muitas coisas, é interessante”, “Gosto de frequentar as aulas, é um ambiente simpático e permite-me falar português”, “Permite-me conhecer outros jovens portugueses, comunicar e aprender novas coisas em Português, como se estivéssemos no nosso país. Nas aulas sinto-me próximo da minha pátria” , “Gosto de vir às aulas porque permite-me conhecer novas palavras do vocabulário português”, “As aulas de Português são para mim um grande prazer. Com efeito, o facto de não viver em Portugal dá-me mais vontade e curiosidade de aprender mais coisas sobre Portugal”, “Gosto, e estou muito empenhada porque quero ir estudar para o Porto a partir de Setembro”.

2. Achas que saber português pode ser importante para o teu futuro ?

Todos os alunos respondem favoravelmente a esta pergunta, evocando várias razões : profissionais, familiares e culturais. Aprender Português é visto como um factor de sucesso profissional. Para todos os alunos aprender Português é uma mais-valia : “É útil porque podemos comunicar com a nossa família”, “Pode ser uma vantagem profissional”, “Com a importância que está a ter o Brasil, a língua portuguesa é cada vez mais importante”, “Uma língua é sempre útil para o intelecto”, “Pode servir-nos mais tarde se quisermos ir trabalhar para um país lusófono”, “É importante porque permite-me comunicar quando vou de férias a Portugal e poder continuar os estudos ou trabalhar mais facilmente se decidir ir para Portugal, é um orgulho poder falar a língua materna dos pais”.

3. Há certamente uma crítica que gostarias de formular, aspectos que gostarias que mudassem. Quais ?

A maioria do alunos manifestam contentamento e interesse e apresentam sugestões para que as aulas se tornem mais interessantes sugerindo nomeadamente a utilização de novas tecnologias, a organização de visitas de estudo (conferências, exposições, viagens...) e o estudo de mais temas de actualidade : “Falar mais sobre temas da actualidade”,” Valorizar a expressão oral e organizar saídas pedagógicas”, “Debates sobre a actualidade portuguesa”, “Deveria haver mais vídeos”, “Aulas mais interactivas”, “Trabalho em grupo”. Um terço dos alunos pensa que não há nada a mudar : “As aulas de Português estão bem assim, o programa é que é um pouco difícil”, “As aulas de Português foram um prazer para mim, o professor soube estar à nossa escuta, foi um conselheiro indispensável para nós. Se houvesse algo a mudar, o professor deveria ser mais severo e dar castigos, não nos fariam mal de vez em quando. Agradeço o professor pelos seus conselhos, as suas aulas cheias de palavras que nunca tínhamos ouvido, as informações históricas e culturais”, “Para mim as aulas foram muito interessantes”, “Não há nada a mudar”, “O que gostaria que não mudasse, é o nosso professor”. Apenas um aluno sugeriu que se estudassem mais textos literários dos séculos XVIII e XIX.

Répondre à cet article

ACEP: 47, rue de Naples, 75008 Paris — Tel: 01 43 87 52 91 — Fax: 01 43 87 37 57 | Se déconnecter |