Association Culturelle pour les Etudes Portugaises

Accueil du site > Liste des archives > 2011/2012 > Arquivo artigos jornalinho 2011 > Textos sem abrigo - Patrícia Cabeço, Bac B

Textos sem abrigo - Patrícia Cabeço, Bac B

lundi 14 mars 2011

Palavras de sem-abrigo. Sem-abrigo ? Todos sabemos, infelizmente, o que são ; mas poucos sabemos quem são… como vivem, o que comem, o que pensam… Os alunos de "bac" da ACEP experimentaram meterem-se por dentro deles, imaginarem o que lhes resta. Aqui ficam alguns fragmentos do que escreveram.

Estou sentado no meio da rua, a pensar. A pensar, como em pouco tempo perdi toda a minha dignidade : antes, eu tinha nome, as pessoas passavam por mim, cumprimentavam-me, falavam-me, e em tempos de tristeza, havia sempre um ombro com o qual podia contar. Agora, já não tenho nome, ou melhor, até tenho, mas é uma etiqueta que me colaram, a de « sem-abrigo ». Todos se afastam de mim. Ninguém se atreve sequer a olhar para mim, a falar-me, a dar-me um mínimo de atenção, a tornar-me humano. Agora sou como um cão vadio, daqueles rafeiros dos quais se quer distância. Pois, não só mudei de vida, como mudei de condição : já não pertenço à condição humana senão à de animal. Volta a pensar no que me trouxe para a rua. Como parei cá ? Porquê ? Como sair deste inferno sem fim ?

Répondre à cet article

ACEP: 47, rue de Naples, 75008 Paris — Tel: 01 43 87 52 91 — Fax: 01 43 87 37 57 | Se déconnecter |